30 de outubro de 2014

Resenha: O Iluminado - Stephen King


 Meu primeiro contato com " O Iluminado " foi pela adaptação cinematográfica dirigida pelo Stanley Kubrick. Eu já vi mais de três vezes e é um dos meus filmes de terror favorito.O elenco conta com Jack Nicholson, que é um ator maravilhoso e também a Shelley Duvall, que tem uns olhos gigantes meio que assustados que deram um ar mais assustador pro filme. Eu tenho que admitir que gostei mais do livro, mas mesmo assim ainda amo o filme.


 A história gira em torno da família Torrance, que é composta por Jack, um professor e pai que tem problemas com bebidas; pelo filho do casal, Danny que é ''iluminado'' ou seja, ele é telepático e também vê coisas como gente morta; e pela mãe Wendy que fica entre esses dois. 

 Jack recebe uma proposta de emprego para trabalhar no hotel Overlook, onde terá que ser ser o zelador desse hotel durante o inverno. Sabendo que o local ficará isolado, ele resolve aceitar o emprego pensando na calma que a família pode ter e assim resolverem seus problemas como a possibilidade de divórcio entre o casal e coisas do tipo. 

 Antes de ir pro Overlook, o Tony, que amigo imaginário do Danny tenta avisá-lo pra não ir, porque pode ser que aconteça coisas ruins lá, mas como o Danny só tem 5 anos ele resolve não falar nada com os pais e acabam que eles vão pra esse hotel.



 Quando eles chegam nesse hotel, o pessoal que trabalha lá e os últimos hóspedes estão indo embora, até que a família encontra o cozinheiro que também é iluminado e percebe isso no Danny. Ele chama o menino pra conversar e durante a conversa o Danny pergunta sobre o quarto 217 e esse cozinheiro apenas diz pra ele ficar longe daquele quarto e a conversa acaba com ele dizendo que se o garoto precisar dele é só chamá-lo através da força do pensamento, pois o hotel é meio que ''mal-assombrado'' e como coisas muito ruins já aconteceram lá ele supõe que podem se repetir.

 Depois eles ficam sozinhos no hotel e coisas estranhas realmente começam a acontecer e o Overlook que é um lugar medonho, meio que vai transformando o Jack em um louco e a partir daí eu não vou falar mais nada.


 Pra mim, até a página 126 o Stephen King só estava dando a introdução pra história, ele vai contando pra gente o passado horroroso do hotel e criando esse clima aterrorizante, mas até aí eu levei 2 semanas pra ler e as últimas 187 páginas, que  a partir daí tudo começa a acontecer eu li em 2 dias. Então o começo é um pouco arrastado mas esse fato não me incomodou, porque eu acabei achando muito interessante a história do Overlook e me afeiçoando aos personagens.


 Eu amei escrita do King, teve parte em que eu ficava ansiosa, tensa, outras eu ficava com medo e em algumas até enjoada. Então o livro é meio pesado, mas mesmo assim eu recomendo muito pra quem gosta do gênero.


 Já no filme, o Kubrick acaba fazendo uma nova versão da história, onde corta os motivos e explicações para o Jack estar perdendo a sanidade, pra mim ele só assusta, eu não sei explicar, no livro o escritor passa mais emoções, mas como a Tatiana Feltrin falou, as histórias meio que se complementam então eu recomendo que você leia o livro e veja o filme.

Resenha em vídeo:

  

Autor: Stephen King
Páginas: 316
Editora: Objetiva
Gênero: Terror; Suspense 
Estrelas: ★★★★★